Publicado por: Katarine Rosalem | 09/08/2009

Prosa Notícias

Darwin, rádio vs poesia e curso visual

 

Ciclo de palestras na mostra sobre a vida de Darwin

Programação Especial da mostra Darwin- Espírito Santo inaugura ciclo de palestras sobre a vida e a obra do naturalista inglês
Teve início neste sábado 8, no auditório do Palácio Anchieta o ciclo de palestras sobre a vida, a obra e a influência de Charles Darwin (1809-1882) nas diversas áreas do conhecimento humano. O ciclo faz parte da Programação Especial da mostra em homenagem ao naturalista inglês, promovida pelo Governo do Estado do Espírito Santo, por meio de sua Secretaria da Educação, pelo Instituto Sangari e inaugurada na última terça-feira.
As palestras, gratuitas e destinadas ao público em geral, foram abertas no sábado às 14h com as explanações da curadora da exposição, Maria Isabel Landim, e do co-curador Cristiano Moreira.
Além deles, também participarão nomes conhecidos da comunidade científica capixaba, como Leonora Pires da Costa, Sergio Lucena Mendes e Yuri Leite, todos do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Espírito Santo.
Os encontros acontecerão aos sábados, sempre às 14h, durante os dois meses de permanência da mostra em Vitória.
Fique atento:
CICLO DE PALESTRAS – Programação Especial
Darwin: Descubra o Homem e a Teoria Revolucionária que Mudou o Mundo
Local: Palácio Anchieta
Endereço: Rua Pedro Palácios, Cidade Alta, Centro, Vitória – ES
Data: 8 de agosto a 4 de outubro
Horários: Aos sábados, das 14h às 16h
A entrada é franca.
Outras informações no site www.darwinbrasil.com.br 

 Programa de poesia na Rádio Universitária

Está no ar, toda quarta-feira, às 20 horas, sob o comando dos estudantes da Ufes Ítalo Galiza e Jamille Ghil, o programa Vice Verso, uma experimentação que pretende levar mais poesia e música para as ondas do rádio.
Segundo Galiza, estudante do 8º período de Comunicação Social, o programa surgiu da proposta de levar para o rádio a relação entre música e poesia de maneira performática e resignificadora. “Poesia foi feita para ser ouvida. E muitas pessoas apenas leem. Além do que, outros consideram poesia algo chato ou difícil de entender”, conta.
Jamille acredita que essa é uma forma de popularizar a poesia. “Na verdade, a poesia está no nosso cotidiano, mas é tratada, muitas vezes, de forma elitizada e acessível apenas a quem pode comprar um livro”, explica a estudante, que cursa o 6º período do curso de Letras Português.
Ítalo diz ainda que o Vice Verso não foi inspirado em nenhum outro programa e que se trata de um espaço de valorização de artistas do estado e do país.
A primeira edição desta temporada foi sobre a Tropicália. Segundo Jamille, o tema foi escolhido por se tratar de um movimento de experimentação, um verdadeiro caldeirão cultural que passava pela música, literatura e artes plásticas. “Essa mistura de linguagens tem muito a ver com a proposta do Vice Verso”, comenta.
A escolha dos temas do programa passa por várias etapas, que incluem pesquisa teórica e de áudio e a preocupação com o interesse público do assunto. Ítalo afirma que cada programa segue uma linha diferente na hora de montar o roteiro: “Nossa intenção não é fazer um programa didático, mas sim mostrar a visão poética sobre determinado assunto”. 

Curso Itinerário Visual

Estimular a liberação da criatividade de cada um de nós através da criação de um repertório de imagens utilizando a forma do Carnet. Ou seja, caderno em forma de um diário, que levamos conosco como uma companhia, para registrar observações, impressões, descobertas, através do desenho, da aquarela, ou ainda de fotos e anotações. Esta é a programação do curso ItinerárioVirtual, que já está em sua 5ª turma.
A idéia é estimular os alunos a registrarem seus sonhos, memórias e deixar traços da sua existência, como faziam Leonardo da Vinci e os grandes mestres do renascimento, e como ainda fazem artistas e ilustradores em todo o mundo.
Utilizando a produção do Caderno como objetivo final, o curso ampliará os horizontes do aluno com aulas práticas das técnicas de desenho de observação, aquarela, pintura ao ar livre combinando passeios a pé em pontos pitorescos da cidade. Cada aluno poderá personalizar o seu caderno escolhendo um dos temas propostos: E, ao final, os trabalhos concebidos durante o curso serão exibidos numa exposição na Bauhaus.
O curso é dirigido a interessados em geral. Não é necessário ter conhecimento ou experiência prévios, basta ter interesse.

Início: 22/08/2009
Duração: 20 horas
Dias / Horários: Sábados, 22/08, 29/08, 12/09, 26/09 e 3/10/09 de 9 às 13h
Valor:
Para inscrições até 14/08: 3 parcelas de R$ 150,00
Para inscrições a partir de 14/08: 3 parcelas de R$ 160,00
(inclusive material: 1 carnet de capa dura, 1 jogo de aquarelas com pincel, 1 lápis Faber-Castel 2B preto, 1 borracha Faber-Castel branca e 1 folha de cartolina branca).

Outras informações na Bauhaus Educação Cultura e Arte www.bauhausvitoria.com.br
Av. Saturnino Rangel Mauro, 488, Jardim da Penha
Tel: (27) 3227-6507 E-mail: contato@bauhausvitoria.com.br
Horário de atendimento: segunda a sexta de 10 às 18h

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: